Saudades

Saudades da minha dona.
Dos seus beijos e abraços,
Seu sorriso e olhar,
Sua maciez, sua delicadeza.
Ai de mim com essa saudade,
Ai dela quando a encontrar,

A encherei de carinhos, beijos, abraços,
Lhe arrancarei sorrisos, suspiros e a farei feliz ao meu lado

O que quero é ela ao alcance dos meus braços,
Nunca mais a soltar.
Seus lábios juntos aos meus, com os corações descontrolados.
Tudo o que mais quero, é estar ao seu lado.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Jogo de politica

Doses de poesia

Palavra Solta - preciso de palavra sem voz