Adeus...

Seu devaneio
me tirou do teu meio
e jogou direto pra escanteio

Perdeste toda a aurora
quem te amava
agora te ignora
agora sou sou vigia
e guardo a agonia
de sempre te manter do lado de fora

Não adiantará melancolia
mas saiba que tua trizteza
não será minha alegria
apenas será um lembrete
de uma ideia tardia

Adeus...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Doses de poesia

Liberdade x Responsabilidade

Jogo de politica