Novamente

No ato eu afino
acompanho e desalinho
arrepio ao olhar pra trás

caindo de desilusão novamente
após lamber a ferida novamente
vomitar e comer o mesmo lamento novamente

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Doses de poesia

Jogo de politica

Liberdade x Responsabilidade